Pequenas causas


por Luiz Henrique Matos

Conselhos de Pai

Como podemos chamar ordens, leis a qual temos o livre arbitrio para seguir? Talvez pudessemos nos guiar pela definição de “conselhos” ao que chamamos de mandamentos. O Senhor, como um Pai afetuoso, nos permite escolher o caminho certo e nos ajuda a seguir por suas veredas perfeitas.

Entre, a casa é Sua!

Precisamos convidar a Deus para fazer parte de nossas vidas assim como ansiamos pela presença de um familiar ou amigo querido. Vamos abrir as portas da casa (nós) para que Deus seja não só um visitante esporádico, mas um morador bem vindo. Lembremos sempre: os inquilinos somos nós!

O servo

Devemos colocar-nos em nossos lugares e parar de pensar e tentar agir no lugar de Deus. Deus é Deus e Ele já tem os seus planos bem definidos para cada um de nós. Não é pelo fato de sermos filhos ou servos que podemos nos sentir no direito de fazer algo “por” Ele. Devemos cumprir somente o nosso papel e fazer “para” Ele.

Deus vivo

Deus sabe o que faz e porquê o faz em sua gloriosa presença e condição, seja de Criador (Pai), Salvador (Filho) ou Consolador (Espírito Santo). O que precisamos entender é que cada uma dessas características da Trindade Divina não é algo passado e esquecido nas histórias antigas da Bíblia. Muito pelo contrário, Deus em suas três naturezas e da mesma forma a sua Palavra são condições vivas, reais e eternas, sobre os quais estão fundamentadas toda a nossa existência.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s