Ervas daninhas


por Luiz Henrique Matos

Elas crescem nas terras mais saudáveis, alastram-se de forma oculta, disseminam-se pelas plantas a ponto de estragarem toda a colheita e só são notadas quando sua condição sobre o território já é devastadora. O terror dos cultivadores, as pragas, também chamadas de Ervas daninhas. São na verdade as doenças, tumores malignos corpos saudáveis. E como toda moléstia, faz-se necessária a prevenção, o cuidado e a vigilância.

Pragas… são nossos “pecadinhos” que lentamente corrompem algum ponto em nossas vidas e começam a imobilizar a saúde de nosso espírito. É a pequena brecha que abrimos na janela e resulta na invasão daquele que entra com o objetivo único de roubar, matar e destruir.

Ervas daninhas… são os principados, potestades e espíritos malignos que nos atacam. Mascarados em coisas mínimas, disfarçados de igrejas cristãs, sob a máscara de uma profecia. Heresias. João nos diz: “Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo” (I João 4:1). Daí a importância em conhecer com excelência a Palavra de Deus e tê-la como espada para combater o maligno.

Conhecer a Bíblia é conhecer a Jesus e o crescimento dessa relação é gradativo. Lemos no Evangelho de João que “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus” (João 1:1). Jesus é a Palavra. Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14:6). Logo a Palavra também é o Caminho, a Verdade e a Vida. Portanto, se desejamos conhecer mais sobre Jesus, devemos ler o que Ele é. E a Palavra de Deus é a Bíblia, que é a personalidade, a vontade e o caráter de Cristo.

Na Bíblia entendemos a vontade de Deus para o Seu povo e através dela crescemos em sabedoria para julgar os espíritos e discernir entre as bênçãos de Deus e os dardos de Satanás. Quando o Senhor foi tentado no deserto (Lucas 4:1-13), Satanás não o atacou com desejos carnais, ele usou versículos da Bíblia para tentar induzi-lo ao pecado (lembrando que apesar de citar trechos bíblicos, ele os usou de forma distorcida e mentirosa). Mas Jesus Cristo derrubou o ataque maligno com a Verdade, pura verdade.

“Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja corretamente a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15).

Assim nós, conhecendo a verdade presente na Bíblia, devemos nos firmar nEle e usa-la para os propósitos de Deus: crescimento, revelação, intimidade, vida. Então, estaremos livres de pragas e desastres em nossas terras, teremos plantações saudáveis, poderemos semear vida e colher os frutos do Espírito, que nos alimenta, nos sacia, nos fortalece. O que plantarmos, isso colheremos.

“Vocês os reconhecerão por seus frutos. Poderia alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas?” (Mateus 7:16).

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s