O que os olhos vêem e o coração sente


por Luiz Henrique Matos

Recentemente li um artigo em que o autor fazia uma afirmação bem óbvia mas ao mesmo tempo muito válida, dizendo algo como: “você fala e vive aquilo a que está exposto, se você assiste à noticiários o dia todo, falará sobre notícias, se trabalha com jardinagem, falará de plantas”. E assim por diante.

No mundo em que vivemos, é muito mais fácil aceitarmos o que lançam aos nossos olhos, do que buscar a verdade que nos move. Daí a grande influência da televisão, da bebida, da moda, das drogas, do crime… do pecado. O inferno trabalha intensamente para colocar em nosso caminho tudo o que lhe interessa. Quando passamos por exemplo, diante de uma banca de jornais, o que vemos de imediato? Nudez, violência, corrupção, fofoca… É sempre mais fácil que nossos pensamentos estejam ligados à situações pecaminosas e como conseqüência disso, nossas vidas se preenchem dos frutos da carne (Gálatas 5:19-21) que no exemplo citado acima são: prostituição, luxúria, ira, mentira, maledicência e tantos outros.

Não estou dizendo que devemos rejeitar as informações e atualidades para nos apegarmos a um exagerado fanatismo religioso. Isso é inconcebível. Estamos inseridos em tantas coisas como o mercado de trabalho, política, os interesses de nossas comunidades, estudos, além de toda a movimentação social ao nosso redor e saber o que acontece é uma necessidade. Mas o fato é que precisamos colocar como centro para nossas vidas, um ponto de partida em que todo o nosso caminhar saia desse princípio: Deus. A pergunta é: o que vivemos, na maior parte do tempo, agrada o coração do Senhor?

Jesus falou: “No mundo passareis por aflições, mas não temam, eu venci o mundo” (João 16:33). Isso quer dizer que em qualquer situação que estejamos, se estamos nEle não temos o que temer, pois somos antecipadamente vencedores.

Quando confrontados pelo maligno, expostos às suas vontades e setas, devemos vestir os “óculos de Deus” para enxergar a circunstância a partir do Seu ponto de vista. E o ponto de vista do Pai nós só sabemos quando o conhecemos intimamente. E intimidade nós obtemos perseverando em oração, leitura da Bíblia e comunhão na igreja. O convite hoje é que juntos, como Corpo, nos unamos em ter Jesus Cristo como prioridade em nossas vidas e dessa forma, passar a partilhar Aquele que ocupa mais espaço em nosso tempo.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s