Me dê motivos


por Luiz Henrique Matos

Afinal, porque Jesus nasceu? Pare um instante para pensar, qual o motivo de o Senhor ter nascido como homem e vivido 33 anos entre nós se, sendo Deus, poderia fazer uma breve “participação especial” na história da humanidade e resolver a questão da redenção de forma muito menos polêmica?

Qual a razão para Ele ter sido gerado em uma mulher, carregado por nove meses, nascido em um lugar sem condições apropriadas, fugir para o Egito, trabalhar como carpinteiro, esperar trinta anos para começar seu ministério, pregar por três anos apenas, ser perseguido e ainda sofrer tudo o que sofreu sem ter nenhum tipo de culpa, pecado ou necessidade?

Ele poderia, por exemplo, do alto de Sua glória, lá no céu, olhar para a humanidade, colocar Satanás em uma gaiola, furar a ponta do dedo com uma agulha e com aquela gota de sangue espremida, lavar todos os homens de seus pecados e nos dar a salvação. Nenhum trabalho, nenhum sofrimento, um preço razoável e tudo se resolveria.

Acho que é assim que eu agiria e acredito que alguns outros também (ou você colocaria seu filho para morrer na cruz no lugar de outra pessoa, que nem gosta de você?). Mas, Ele não. Ele é Deus, o Filho presente ao lado do Pai desde o princípio. Jesus participou da criação do universo e dos planos para conceber o homem à semelhança do Senhor. E sendo Ele a Palavra criadora, sabe exatamente como se comporta, como julga e como vive a Sua criação.

Deus sabia o que o homem esperava, Ele havia feito a promessa há tantos anos antes de vir. Homens de Deus profetizaram a vinda do Messias e os judeus esperavam (e alguns ainda esperam) o surgir do Cristo de forma sobrenatural, esplendorosa e prática, talvez como citei acima, mas com um cavalo branco, milhares de anjos voando e louvando e o som de um trovão em tons altíssimos.

Mas em Seu coração havia um propósito muito mais profundo. Como se diz na teologia, Jesus é 100% Deus e 100% homem. Para livrar o homem de todos os seus pecados e dores e tornar-se enfim o seu Salvador, Ele optou por viver como homem, ser tentado em TODOS as suas fraquezas e aflições e mostrar um exemplo vivo de como Ele espera que Seus filhos se comportem, de como Ele sonhou que ajam.

Nasceu como todos nós, viveu, trabalhou, pregou e morreu. Em tudo o que passou, Jesus sofreu mais do que qualquer um sofreria e venceu além do que pensávamos ser possível. Sendo Deus, não usou em momento algum de Sua deidade em benefício próprio.

“Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado” (Hebreus 4:15 ênfase minha). Você já foi tentado em tudo? Eu não.

Viveu e morreu como um de nós para que possamos compreender que se o Deus pôde ser homem e ainda assim vencer, então é possível que busquemos ser como Ele (veja bem, “ser como” Ele e não “ser” Ele). O escritor Max Lucado escreveu algo a respeito:

“Porquê? Por que Ele suportou todos estes sentimentos? Porque Ele sabia que você também os sentiria. Ele sabia que você sentiria cansaço, perturbação, sono, fome e raiva. Ele sabia que você sentiria dor. Se não dor corporal, a dor da alma… Dor muito aguda para qualquer droga. Ele sabia que você sentiria sede. Não só de água, mas sede da verdade, e a verdade que salta da imagem de um Cristo sedento é: Ele compreende” (no livro “Ele escolheu os cravos”, p. 89).

Saiba sempre de uma coisa: Deus te compreende. Quando tudo pesa e quando tudo é leve. Quando odeia e quando ama. Quando acerta e quando peca. Quando levanta e quando cai. Quando ri e quando chora. Em todo o tempo Ele entende e Ele ama. O amor de Deus não depende de nós, é incondicional. Não é uma troca, é graça. Nós só precisamos dizer: “Sim Jesus, eu creio”.

Foi por isso que Ele veio, para nos mostrar Seu sentimento, Sua misericórdia e fazer ecoar pela eternidade Seu brado, ainda que silencioso e refletido no gesto da crucificação enquanto exclama: “Eu te amo meu filho e fiz isso para tê-lo de volta em meus braços”.

2 comentários sobre “Me dê motivos

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s