Serviço de entrega


por Luiz Henrique Matos

“Deus quer, o homem sonha, a obra nasce” (Fernando Pessoa).

Não costumo falar muito sobre evangelização. Para ser sincero, até sofro em saber que não sou muito eficiente na tentativa de levar Cristo às pessoas. Atrapalhado, começo tratando de princípios cristãos, passo por questões teológicas, divago a respeito da Criação e só então chego em pontos mais fáceis de se “digerir” como: salvação, perdão e (até que enfim) Jesus. Em geral, nesse momento, meu amigo já está a ponto de dormir. Sou um desastre, mas sinto-me confortado pelas Escrituras ao acreditar que estou “plantando a semente” e talvez encontre alguém por aí em que frutifique…

E sabendo de Seu favor gracioso, que filho não é inspirado pelo mandamento do “ide” que Ele deixou a todos? “Se Ele fez tudo isso pela humanidade, porque então nem todos sabem disso? Preciso fazer a minha parte!”. Esse é um pensamento correto e lógico, mas infelizmente não é tão comum.

Daí a estranheza de nosso gesto quando queremos ver alguém que amamos entregar seu coração a Cristo, ser salvo e ver a família crescer. Em geral, nossa principal atitude é convidar essa pessoa para ir à igreja, na esperança de que aquele ambiente com o qual estamos tão habituados seja instantaneamente um lugar familiar e agradável para ela. Como se cristianismo se passasse por osmose.

Na maioria dos casos, um indivíduo só aceita um convite para visitar uma igreja por insistência de algum conhecido crente (e por vezes, chato). E em maior parte, só procura uma igreja espontaneamente quando está na fossa. Como diz um amigo: “Acho que Deus mora no fundo de um poço. Porque todo mundo que vai para o fundo do poço, quando volta diz: ‘Encontrei Deus'”.

Mas assim como alguns procuram uma igreja nesses penosos momentos, outros milhares buscam preencher esse “vazio” com ídolos, misticismos, vícios e outras tantas “soluções” mundanas que são tão divulgadas hoje em dia. É até moderno ser místico, holístico ou crer em “algo diferente”. Agora, Jesus que é simples, prático e vivo, tornou-se “careta” para a nossa sociedade.

Atribui-se a Martinho Lutero a frase: “O homem nasce com um buraco no coração, que tem a medida exata de Deus”. Todos nascem com essa carência e muitos passam a vida procurando respostas, sem conseguir preencher esse espaço.

Pois Deus confiou aos Seus filhos a tarefa de transmitir Sua verdade e alcançar essas ovelhas perdidas. Ele não disse: “traga as pessoas para Jesus”, Ele ordenou: “Vá, pregue o Evangelho e faça discípulos. E os milagres que me viu realizar, também o acompanharão!” (Marcos 16, 15:18 – parafraseado). Nosso objetivo não deve ser o de conduzir pessoas a Jesus, mas justamente o contrário, precisamos levar Jesus às pessoas. E para “entregar” Jesus a alguém, precisamos primeiro nos entregar a Ele, diariamente, a cada instante.

“Pregue em todo o tempo, se necessário use palavras” (São Francisco de Assis).

Se o Senhor inspira o Seu coração em amor por alguém, mostre a essa pessoa o cristianismo. Mas não é o cristianismo dos livros, da teologia ou da igreja. Também não é o cristianismo do seu pastor, líder ou de um irmão experiente. Mostre a ela o verdadeiro motivo de você ser chamado “cristão”, deixe transbordar a presença de Deus que há em você.

Sendo tocada por esse amor de Cristo, ela vai querer conhecer qual é a fonte de onde nascem essas águas (vivas) da qual você bebe e vai sentir fome pelo alimento de bom cheiro que tem comido. E atraída por essa essência, poderá experimentar do amor incondicional de Deus sobre si.

Aí sim, você poderá ter o privilégio de abrir as grandes portas e chamar: “Venha meu irmão e seja bem vindo ao Reino eterno de nosso Pai”.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.