Ops!


por Luiz Henrique Matos

Muito bem. Sem as ilustrações que tornam melhor a explicação das mensagens, aproveito agora o isolado repente de um aprendizado – expressado na onomatopéia desse título – para dar razão a uma verdade que precisei sentir antes de crer. Que segue:

A única boa conduta que um homem pode ter por si só é o reconhecimento de seus erros.

A afirmação tão contundente deve-se ao fato de que todas as outras boas condutas pela qual pode ser avaliado, não lhe são originais de fato, mas reflexo da misericórdia divina. A bondade, a honra, a justiça, o amor, a fé, o ajudar a velhinha carente a atravessar a rua no semáforo são tão somente fragmentos de Cristo impressos em seu caráter. Esse bom caráter é a “imagem e semelhança” de Deus que herdamos. Isso é parte intrínseca de sua personalidade.

Mas veja pois e então que quanto ao arrependimento, essa é realmente a única atitude nobre que pode um homem ter por iniciativa própria. Reconhecer seus próprios erros e se dispor a mudar não é algo do qual Deus necessite em momento algum.

O arrependimento é a rejeição sincera ao comportamento anterior, o lançar fora a ilusória e altiva auto-suficiência, é esvaziar-se de si mesmo. E justamente nessa condição é que a visão se enquadra ao ângulo exato para enxergar a cruz. O ponto final da jornada egocêntrica.

A cruz. É esse o ponto da encruzilhada em que o caminho mal passa pela conversão e um novo rumo é tomado. É o ponto em que o homem vê que os erros dos quais, afinal, se arrependeu, estão perdoados. As penas que deveria sofrer, já foram sofridas. Suas dívidas já foram pagas. Sua morte foi consumada na crucificação de Jesus Cristo, o mesmo que agora, ressurreto, o convida para a vida eterna.

Que atitude boa pode o homem ter diante de tamanha glória? Que vida pode um homem viver então senão de gratidão e entrega àquele que o preenche de virtudes por amor? Quem não amaria um Deus assim? Quem não o teria como Pai?

“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16).

3 comentários sobre “Ops!

  1. Caro Luiz.

    Oooooops, digo eu… Caramba, um rebento brotou do vosso amor, que maravilha, parabéns e alegria!… Que o Deus da vida e do amor vos ilumine, guie, alimente…

    Quanto ao arrependimento, é claro que é um dos pilares da conversão e do retorno a si e a Deus.

    Um grande abraço (para os três, claro :):):)

    Curtir

  2. Caro Luiz.

    Oooooops, digo eu… Caramba, um rebento brotou do vosso amor, que maravilha, parabéns e alegria!… Que o Deus da vida e do amor vos ilumine, guie, alimente…

    Quanto ao arrependimento, é claro que é um dos pilares da conversão e do retorno a si e a Deus.

    Um grande abraço (para os três, claro :):):)

    Curtir

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.