E eu, que buscava apenas Deus, encontrei a ti


Meu amado, que me ergueu
Desta terra lúgubre em que fui lançada,
E, entre os cachos inertes, soprou
O sopro da vida, até a fronte confiantemente
Voltar a brilhar, como vêem os anjos,
Antes de seu beijo salvador! Meu, meu,
Que veio a mim quando o mundo desaparecera,
E eu, que buscava apenas Deus, encontrei a ti.

Poema Sonnets from the Portuguese de Elizabeth Barret Browning, citado por Donald Miller no livro “Como os pinguins me ajudaram a entender Deus” (p. 108).

2 comentários sobre “E eu, que buscava apenas Deus, encontrei a ti

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s