Já que tocamos no assunto


por Luiz Henrique Matos

Acabei de ler no site da VEJA que o Brasil fechou o ano de 2010 com 155 mil pessoas milionárias, segundo relatório sobre riqueza global “World Wealth Report” elaborado pela Merrill Lynch Global Wealth Management (é isso aí, coisa de rico ainda tem nome grande para soar tal como é). Isso garante ao país a 11a. posição no ranking mundial de milionários, que é liderado, evidentemente, pelos Estados Unidos. Aliás, ainda segundo a reportagem e o tal estudo de nome comprido, os três primeiros países no ranking (EUA, Japão e Alemanha), concentram 53% dos milionários do mundo. No total, o mundo tem 10,9 milhões de pessoas com 1 milhão de dólares ou mais na conta.

Li já há mais tempo, no G1, a notícia de que o Brasil tem, hoje, 16,3 milhões de pessoas que vivem com menos de 70 reais por mês. Ou seja, o que você gasta numa ida ao shopping com sua namorada é o que um cidadão tem para o mês inteiro. Essa gente pertence à chamada “faixa da miséria” e note você que quase 10% dos nossos compatriotas tentam sobreviver nessa condição. Se para nós a pobreza é a base da pirâmide, para eles é o sonho de ascensão social.

Agora, se a coisa está feia por aqui, lá fora pode estar ainda pior. No mundo todo, calcula-se que quase 5 bilhões de pessoas tenham renda inferior a 30 dólares mensais – e considere que o mundo tem pouco menos de 7 bilhões de habitantes -, o que daria, hoje, uns 50 reais por indivíduo. Isso significa que quase dois terços dos seres humanos no planeta tentam sobreviver com menos da metade de uma cesta básica todos os meses, enquanto 0,2% tem mais de 1 milhão de dólares guardados na conta.

Bom, era isso.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s