Datas


caíram dois dentes
cresceu mais dois palmos
engordou mais dois quilos
junta duas sílabas para poder ler
tu-do

quase virou mocinha a minha menina
virou menina a minha criança
virou criança o meu bebê
virou bebê aquele sonho
todo

e se cumpre
escorre pelas mãos
o tempo, a vida, o amor é plenitude
felicidade é a caminhada
toda

4 comentários sobre “Datas

  1. Bom dia, Henrique!

    Que delícia acordar e ler esse poema! É, a vida escorre pelos dedos… Fica a Poesia. Na memória, no coração, nos sentimentos. Que se cumpra com amor, com sensibilidade aguçada para desfrutar todos os segundos. Beijos aos três. Um especial para sua mocinha…

    Sent from my iPhone

    Curtir

  2. Entrei hoje aqui e descobri seus poemas.Quantas palavras lindas,tantos sentimentos passados e repassados neste espaço e que eu ainda nem sabia que existia.Deus abençoe voce ,meu filho .Suas palavras enchem meu coração de amor.Te amo sempre.

    Curtir

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s