Cinzas

Cinzas vulcânicas
é o que todos somos.
Vezes que explodimos,
outras regelamos.
Entre o céu e a terra
pendemos.
Talvez ainda haja esperança,
quando o pó
voltar ao pó.

(Jorge Oliveira)

Publicado no blog Canto do Jó, do meu amigo Jorge Oliveira, português, que a essa hora ainda deve estar sofrendo com os transtornos causados pelas cinzas do vulcão islandês de nome impronunciável.