O universo em um grão de areia


Big Bang Theory

Big Bang Theory

Eu queria escrever um comentário sobre isso. Tentei. Mas não consegui. Leia a citação abaixo de Chet Raymo sobre a teoria do Big Bang e me entenderá.

Se, um segundo após o Big Bang, a razão entre a densidade do universo e sua taxa de expansão tivesse diferido do valor adotado por apenas uma parte em 10¹5 (isto é, o numero 1 seguido de quinze zeros), o universo teria rapidamente desmoronado sobre si mesmo ou inflado tão rapidamente que as estrelas e as galáxias não poderiam se condensar a partir da matéria primal… Se todos os grãos de areia de todas as praias da terra fossem universos possíveis – isto é, universos consistentes com as leis da física tal como as conhecemos – e apenas um desses grãos fosse um universo que permitisse a existência de vida inteligente, então esse grão de areia seria o universo que habitamos.

Chet Raymo, astrônomo norte-americano, no livro “Starry nights, the soul of the night” (Noites estreladas, a alma da noite). Citado por Philip Yancey em “Descobrindo Deus nos lugares mais inesperados” (p. 36).

2 comentários sobre “O universo em um grão de areia

Deixe uma resposta para Maria Fernanda Mahia Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.